Projeto da Rede de Turismo da BTS será encerrado com live no dia 5

Para marcar uma trajetória de construção e fortalecimento do turismo náutico e cultural, o Projeto Rede de Turismo da Baía de Todos-os-Santos (RBTS) será encerrado com uma live transmitida no canal da @redebts no YouTube, quarta-feira (5), às 17 horas. Durante o evento, será exibido um vídeo com dados e resultados do projeto, depoimentos de alguns dos mais de 200 empreendedores cadastrados e imagens da BTS. 

Participam da transmissão a chefe de Projetos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Denise Levy; o chefe de Gabinete da Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA), Benedito Braga; o coordenador geral do Prodetur Nacional Bahia, Jaime Salgado; e a coordenadora de Projetos Sociais do Prodetur, Taís Viana, além de representantes do Consórcio RBTS e do Núcleo Gestor e Categorias da Rede Baía de Todos-os-Santos. 

A Rede Baía de Todos-os-Santos (www.redebts.net) é uma plataforma desenvolvida no âmbito do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo – Prodetur Nacional Bahia, com o objetivo de conectar empreendedores e segmentos do turismo náutico e cultural dos 18 municípios da BTS para troca de conhecimento e a realização de parcerias e negócios. 

 “O engajamento dos empreendedores é essencial para alcançar os objetivos pretendidos”, explica Taís Viana. A participação na rede proporciona benefícios como visibilidade, numa plataforma multimídia; oportunidade de negócios direto entre os empreendimentos;  integração de listas de prestadores de serviços de cada município e participação nas atividades de capacitação, atualização e programas de aprimoramento, entre outros. 

 

Prodetur – Promovido pela Secretaria de Turismo do Estado da Bahia (Setur-BA), com financiamento do BID, e contrapartida do Governo do Estado, o Prodetur Nacional Bahia prevê 12 obras de infraestrutura náutica e uma de cunho cultural na zona turística Baía de Todos-os-Santos.  

   

Divididas em três lotes, as intervenções estão sendo realizadas em Salvador (Marina da Penha, Solar do Unhão), Ilha de Itaparica (Cacha Prego e Itaparica), Jaguaripe, Bom Jesus dos Passos, Salinas da Margarida, Maragojipe, Mutá, Ilha de Maré (Botelho), Cachoeira e Candeias (Museu Wanderley Pinho, em Caboto).  

  

A maior parte compreende requalificação ou construção de marinas, atracadouros e terminais náuticos. Em alguns locais, as obras envolvem, ainda, requalificação de quiosques, construção de centros de comércio, píeres, oficinas e postos de combustíveis para barcos, bem como requalificação urbanística e paisagística das imediações.

  

 


Assessoria de Comunicação Secretaria de Turismo do Estado