Presidente Bolsonaro entrega 4.100 moradias na Paraíba

 

O presidente da República, Jair Bolsonaro inaugurou o Complexo Habitacional Aluízio Campos, em Campina Grande (PB), ao lado do ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, e do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues.

Durante a cerimônia, Bolsonaro afirmou que não tem satisfação maior para um político do que ser bem recebido por seu povo, e declarou que tem grandes sonhos. “O maior será lá na frente a satisfação do dever cumprido em entregar ao meu sucessor um Brasil bem melhor daquele que eu recebi em janeiro desse ano, com problemas éticos, morais e econômicos.”

O ministro Canuto destacou que este é o maior complexo habitacional já feito no Brasil e que o Nordeste é sempre prioridade, região em que há mais de 88 mil unidades em construção.

“É o sonho de toda uma vida, de pessoas que lutaram, trabalharam e moram de aluguel que é caro e ou de favor e que agora vão ter uma moradia própria digna” , disse o prefeito Rodrigues.

Estrutura

Além das 4,1 mil moradias, que contam com energia elétrica e aquecimento solar, também fazem parte do complexo três creches, duas escolas com quadra poliesportiva, duas unidades de saúde, um Centro de Referência de Assistência Social (Cras), dez praças com academia, iluminação pública em led, seis equipamentos para a realização de eventos e encontros comunitários, setenta e cinco ruas com pavimentação e asfalto, vinte e seis quilômetros de ciclovia e coleta seletiva.

O critério de seleção das famílias de baixa renda (até R$1,8 mil) foi bem rigoroso, com condução pelo Ministério Público Federal (MPF) e  participação de uma equipe da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), que ganhou um prêmio nacional de combate à corrupção. O processo é feito em formato de sorteio, em que cada nome é transformado em um dígito.

Algumas cotas foram estabelecidas, pessoas portadoras de necessidades especiais, idosos e famílias com crianças com microcefalia.

As moradias do programa habitacional do Governo Federal são destinadas a quatro faixas de renda, e cada uma delas têm condições diferenciadas. A faixa 1 atende famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil. Já a faixa 1,5 é para famílias com renda de até R$ 2,6 mil, e a faixa 2, renda de até R$ 4 mil. A faixa 3 contempla famílias com renda de até R$ 7 mil.