Edivaldo diz que agentes do Simtrans trabalham dentro da legalidade e não existe indústria da multa

O Líder do Governo na Câmara Municipal, Edivaldo Ferreira Júnior (MDB), iniciou seu pronunciamento na sessão ordinária desta sexta-feira, 18, parabenizando a postura do presidente da Casa, Luciano Gomes.
Ele contou que há cerca de um mês esteve na Secretaria de Mobilidade Urbana para apurar a denúncia da ‘indústria da multa’. “O secretário nos convidou para estar lá no Centro de Monitoramento para fiscalizar. Verificamos a forma comprometida e sem perseguição por parte dos agentes e parabenizamos a cada um deles que trabalha de acordo com a lei”, falou.  
Edivaldo relatou que durante a visita puderam conhecer todo o funcionamento do sistema, “e vimos que nada é feito de forma irregular”. Lembrou que recentemente o Governo Federal sancionou a Lei nº 13.855/2019, que traz modificação no que diz respeito ao transporte irregular, como infração gravíssima com direito à remoção do veículo.
“O agente vai deixar de cumprir a legalidade porque o prefeito ou o secretário pediu? Ele tem que cumprir o princípio da legalidade”, afirmou.  
Por fim, Ferreira lembrou que a administração pública vive dentro da continuidade. “Temos um governo que ficou 20 anos à frente da administração municipal e os problemas crônicos que vivemos hoje vêm de lá, não surgiram agora”, e completou. “Temos dois anos e 10 meses de governo, o problema do transporte público surgiu nesse tempo? Claro que não. Há 20 anos tiveram a oportunidade de resolver e não resolveram. Em 2 anos não vamos conseguir, mas estamos tentando, a continuidade da administração publica é o grande ponto”, concluiu.