Em parceria com Prefeitura, ONG Childhood conclui oficina formativa em Vitória da Conquista

A Oficina Formativa que capacitou gestores e representantes de órgãos que atuam na área infanto-juvenil, a respeito da escuta protegida de crianças e adolescentes. A ação faz parte da campanha de combate ao abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes “Não feche os olhos”, da Prefeitura de Vitória da Conquista, e foi realizada em parceria com a Organização Não Governamental Childhood.

“Como Childhood Brasil, nós saímos também muito felizes desse processo de formação, porque aqui nós identificamos de fato capacidade técnica e vontade política de realizar”, avalia Itamar Batista, consultor da Organização. Ainda de acordo com ele, a parceria com o Governo Municipal foi um sucesso.

Vitória da Conquista foi a primeira cidade da Bahia a realizar a capacitação, que teve início no dia 8 de maio. Ao longo desses três dias, foram discutidos aspectos técnicos e éticos a respeito da escuta protegida de crianças e adolescentes que foram vítimas ou testemunhas de violência. A medida faz parte da implantação da Lei Federal 13.431/2017 e do Decreto 9.603/2018.

“A lei não é facultativa, ela tem que ser implementada no município. Vitória da Conquista já deu um grande passo, que foi a organização do próprio Centro Integrado, antes inclusive da lei entrar em vigor. E agora a disposição de colocar os profissionais para fazer o plano de como agir, como é que a gente vai tirar essa lei do papel”, afirma Itamar.

Visita ao Centro Integrado – O consultor fez parte da comitiva que conheceu as instalações do Centro Integrado dos Direitos da Criança e do Adolescente, após o fim da Oficina. O prefeito Herzem Gusmão acompanhou a visita, que rendeu muitos elogios à estrutura do equipamento.

De acordo com o prefeito, a intenção é ampliar a ação do Governo Municipal na efetivação da lei, implantando uma sala de escuta protegida dentro do próprio Centro Integrado. “Nós assumimos o compromisso de construir essa sala. E, segundo o doutor Marcos Coelho, Vitória da Conquista com este equipamento e essa sala, ela poderá se transformar em um laboratório que vai servir de exemplo para o Brasil”, destaca Gusmão.

O prefeito está otimista com esta nova possibilidade: “Eu acredito que Deus tem abençoado esta cidade. Eu, portanto, saio daqui entusiasmado e já vou encomendar o projeto para a sala e o curso desse projeto, para a gente disponibilizar para nossos educadores, e principalmente para nossas crianças e adolescentes.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *