Bezerra dispara: está cansado “de ver esse mimimi da Oposição”

Na sessão  o vereador Jorge Bezerra (SD), Líder do Prefeito, afirmou que está cansado “de ver esse mimimi da Oposição, que [fala] que tudo que o governo Herzem está fazendo foi deixado pelo governo anterior”. Para ele, se essa afirmação proceder é porque o governo anterior é incompetente, “não assumiu a responsabilidade, o compromisso”. 

Em sua fala, afirmou que a Zona Oeste não está abandonada, como atesta a Oposição. O Líder do Prefeito enumerou ações do Executivo na região: instalação de uma subprefeitura; asfaltou o acesso ao Centro Municipal de Educação Professor Paulo Freire (CAIC), na Avenida Amazonas; melhora na limpeza e iluminação da Avenida Brumado; e melhoria na iluminação da Avenida Frei Benjamim. “É preciso que se diga isso. Enxergue o que não feito ainda. Mas enxergue também o que está sendo feito”, falou. 

Bezerra reconheceu o trabalho dos colegas ao apoiarem projetos importantes como as obras de asfaltamento do Miro Cairo e Conveima. Mas reivindicou a autoria das propostas, ao lado dos colegas Luís Carlos Dudé (PTB), Líder da Bancada de Situação, no primeiro bairro, e Adinilson Pereira (PSB), na segunda localidade. “A gente tem que ser verdadeiro, justo. Não pode mentir para a população”, disse. 

O parlamentar falou que por conta dessas questões tem vontade de abandonar a política. “Por causa de pessoas que não têm caráter político, que tentam denegrir a imagem de quem trabalha”, frisou. Bezerra ressaltou que o governo trabalha em toda a cidade e não somente em véspera de eleições. 

O edil criticou a Oposição de usar dois pesos e duas medidas: critica a gestão municipal e fecha os olhos para os problemas da gestão estadual. Ele lamentou que os colegas não comentem o corte de salários dos professores grevistas feito pelo governador Rui Costa, mas condenaram a gestão municipal, com falas duras em tribuna, durante a greve dos professores municipais. “Eu não sou um vereador bajulador, nem puxa saco”, afirmou. Ele declarou que na gestão anterior existia esse tipo de parlamentar. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *