Edinho, filho de Pelé, tem recurso negado e volta a ser preso em Santos

O ex-goleiro Edson Cholbi Nascimento, filho de Pelé, se apresentou ao 5º Distrito Policial de Santos, no litoral sul de São Paulo, para cumprir a pena de 12 anos, dez meses e 15 dias de reclusão, em regime fechado, por lavagem de dinheiro do tráfico de drogas.

A   14ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) rejeitou por unanimidade os embargos oferecidos pela defesa de Edinho e determinou a expedição do mandado de prisão do réu assim que fosse publicada a decisão, o que ocorreu nesta sexta-feira.

“Entrei com três embargos porque o acórdão está omisso e consegui duas liminares no STJ (Superior Tribunal de Justiça). Os embargos foram rejeitados e corte determinou expediação de mandado de prisão para que ele comece a executar provisoriamente a pena, mas ainda cabem recursos no STJ e no STF (Supremo Tribunal Federal)”, afirmou o advogado Eugênio Malavasi, que defende Edinho, ao Estado.

Malavasi ressaltou que os embargos não têm apenas a meta de evitar a prisão de Edinho. “No entender da defesa, o acórdão está omisso, é nós o opusemos em três oportunidades, mas não discutimos a questão, vamos levar aos tribunais superiores”.

O advogado entrou com dois habeas corpus, no STJ e no Supremo, durante as férias forenses, para sustentar a violação da proporcionalidade na aplicação da pena. “No processo desmembrado, os co-réus foram condenados e penas bem menores que a do Edinho”, diz Malavasi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *